O PESO IDEALEVITA A ELEVAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL

OBESOS ESPERANÇA

7 de maio de 2011

ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: A ALTERAÇÃO METABÓLICA QUE OCORRE COM A QUEDA DA PRESSÃO ARTERIAL (HIPOTENSÃO ARTERIAL OU LIPOTIMIA),


PODE LEVAR PACIENTES E MÉDICOS A UMA CONFUSÃO INADEQUADA, POIS DEPENDENDO DA HISTÓRIA CLÍNICA E SINTOMAS QUE APRESENTAR, LEVA A DIVERSOS SINTOMAS QUE PODEM SER CONFUNDIDO COM ALTERAÇÕES NEUROLÓGICAS SÉRIAS. PRINCIPALMENTE AO NÍVEL DO MAR OU QUANDO APRESENTA PERDA DE PESO, NO SOBREPESO OU OBESIDADE, ASSIM COMO EM DIAS COM ALTA TEMPERATURA, MAS PODEM APRESENTAR OUTROS PROBLEMAS


É muito comum na vigência de um tratamento para emagrecer com perda de grandes quantidades de gordura, o paciente referir tonturas, ocorrer desmaios, perder noção espacial, confusão mental e até mesmo visual este é o motivo para que a perda de peso seja controlada. Hipotensão arterial é a situação médica na qual existe uma diminuição dos valores da pressão arterial acompanhada de sintomas decorrentes desta queda e facilmente tratável. Entre os sintomas podem ocorrer tonturas, desmaios, confusão mental e alterações visuais. Como o risco de derrame cerebral (AVC) e infarto agudo do miocárdio são contínuos com a pressão arterial elevada (hipertensão arterial ou pressão alta), um valor baixo de pressão arterial na ausência de sintomas, não só é normal, como é desejado. 
Se uma pessoa tem pressão arterial de 90/60 mmHg, sem ter sintomas, isto não é hipotensão arterial. Se uma pessoa tem tonturas quando a pressão arterial cai a 110/65 mmHg e não tem quando a pressão arterial é mais alta, isto é hipotensão arterial. Esta confusão caso não haja um diagnóstico diferencial entre estas duas situações, leva o paciente ao pânico, e o médico a confusão de interpretação. O que se observa na prática é que o paciente ao efetuar um tratamento para diminuição do índice de massa corporal (IMC), para uma perda de gordura, diminuição de obesidade, seja ela em qualquer grau, se apresentar (obesidade 1º grau, obesos de 2º grau ou mesmo de 3º grau) com ou sem sobrepeso, obesidade abdominal, visceral, central, um dos objetivos em geral é aliviar a sobrecarga cardiovascular evitar ou diminuir um diabetes mellitus tipo 2, que são doenças devastadoras, juntamente com hipertensão arterial ou pressão alta, dislipidemia (colesterol total, LDL – colesterol (mal), HDL – colesterol desregulados (bom colesterol), triglicérides). Em pessoas que não estão submetendo- se a qualquer tipo de tratamento, a alta temperatura, as situações que ocorre ao nível do mar, assim como, lugares abafados não são difíceis apresentar quedas de pressão. Uma outra situação em que pode ocorrer esses problemas para algumas pessoas é o fato de apresentarem estresse, ansiedade, e mesmo na vigência de medicações, entre elas as hipotensoras que se faz necessário por indicação médica. 
O coração necessita, para modificar a frequência e a força dos batimentos (desta maneira modifica-se a quantidade de sangue bombeado). Os rins, também são importantes para regular a excreção de água (e, portanto, para modificar o volume do sangue em circulação). Os vasos sanguíneos, regulam para que se contraiam ou se dilatem (isto é, alterando a sua capacidade). Portanto, se os vasos sanguíneos se dilatam e se reduz a pressão arterial, os sensores enviam imediatamente sinais através do cérebro ao coração para que este incremente a frequência das suas pulsações, com o que aumentará a expulsão de sangue. Em consequência, a pressão arterial sofrerá poucas alterações ou nenhumas. No entanto, estes mecanismos de compensação têm limitações. Por exemplo, em caso de hemorragia, a frequência cardíaca aumenta, incrementa-se a expulsão de sangue e os vasos sanguíneos contraem-se e reduzem a sua capacidade. No entanto, em se perdendo uma grande quantidade de sangue rapidamente, os mecanismos de compensação são insuficientes e a pressão arterial diminui. Se a hemorragia se detém, o resto dos líquidos do organismo tende a entrar na circulação sanguínea, recupera-se o volume e a pressão sobe. A manutenção da pressão do sangue quando sai do coração e circula por todo o organismo é tão essencial como manter a pressão da água nas canalizações de uma casa. A pressão deve ser suficientemente alta para levar oxigênio e nutrientes às células do organismo e extrair delas os detritos e substâncias a serem eliminados. Contudo, se a pressão arterial for demasiado elevada, pode romper-se um vaso sanguíneo e causar uma hemorragia no cérebro (hemorragia cerebral) ou outras complicações. Pelo contrário, se é demasiado baixa, não pode proporcionar oxigênio suficiente e nutriente às células, nem extrair os resíduos delas. No entanto, os indivíduos saudáveis com uma pressão arterial normal, mas baixa em repouso, têm uma maior esperança e qualidade de vida.

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio 

Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930


Como Saber Mais:
1. Hipotensão arterial é a situação médica na qual existe uma diminuição dos valores da pressão arterial acompanhada de sintomas decorrentes desta queda e facilmente tratável A ?
http://nutricaocontrolada.blogspot.com

2. em se perdendo uma grande quantidade de sangue rapidamente, os mecanismos de compensação são insuficientes e a pressão arterial diminui?
http://metabolismocontrolado.blogspot.com/

3. Em pessoas que não estão submetendo- se a qualquer tipo de tratamento, a alta temperatura, as situações que ocorre ao nível do mar, assim como, lugares abafados não são difíceis apresentar quedas de pressão?
http://obesidadecontrolada3.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.


Referências Bibliográficas:
Prof. Walter Edgard Mafei, que foi professor da PUC – Universidade Católica de São Paulo, Fac. Medicina da Sant Casa – SP, Chefe de Laboratório do Hospício de Bicêtre na França, Membro da Sociedade Francesa de Neurologia e livre docente de Anatomia Patológica e Patologia Geral da USP, Hospital Psiquiátrico do Juqueri – SP, Secção de Neurologia do Departamento de Medicina Interna. Zhang Zhenzhen , Hu Gang , Benjamin Caballero , Lawrence Appel ,Liwei Chen. Habitual coffee consumption and risk of hypertension: a systematic review and meta-analysis of prospective observational studies, American Journal of Clinical Nutrition 2011 ajcn.004044 ; First published online March 30, 2011.








Contato:
Fones: (11)5572-4848/ (11) 2371-3337/ ou 98197-4706 TIM 
Rua: Estela, 515 – Bloco D -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: vanderhaagen@gmail.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17